Cães São Animais Sociais. O que isso significa?




Buscamos alguns significados para pensarmos sobre o assunto


O que é social? Que diz respeito à sociedade ou às relações que se estabelecem entre os membros de uma sociedade. O social é aquilo que pressupõe relações, sociabilidade, abarcando relacionamentos, sentimentos, modos de ser, de estar, de agir e de se manifestar.


E qual a definição da palavra sociedade? Sociedade é agrupamento de seres que convivem em estado gregário e em colaboração mútua.


Na Biologia, de forma resumida, chama-se de animais sociais todos os organismos que interagem com outros membros da própria espécie visando o benefício individual e do grupo. Ao formarem uma sociedade, os animais determinam as funções de cada integrante que devem ser harmônicas e trabalham em prol da sobrevivência da espécie. A vida em sociedade é considerada por alguns estudiosos como uma grande conquista da evolução orgânica.

Não vamos nos aprofundar nas definições biológicas que envolvem mais complexidade, mas o que chama atenção é que se fala sobre a organização social entre membros da MESMA ESPÉCIE em prol da sobrevivência do grupo.

Um dos pontos cruciais para entendermos a origem dos problemas comportamentais nos cães e tanta dificuldade de nos fazermos ser compreendidos por eles está justamente na falsa ideia que criamos sobre a socialização desses animais.


O Ser Humano acostumou-se a acreditar que os cães interagem e convivem diante das mesmas regras que a nossa espécie. Talvez isso tenha relação com à dificuldade do ser humano em conviver com as diferenças e, portanto, existe a intenção, mesmo que inconsciente, de aproximar o animal daquilo que consideramos o mais perfeito, ou o mais evoluído: o humano e as relações humanas.


A ideia que fazemos de socialização e a falta de comunicação clara gera o desequilíbrio no comportamento dos cães domésticos.


A insistência humana em tornar os animais capazes de entender a qualquer custo a nossa organização social os distancia cada vez mais da verdadeira capacidade de sociabilidade dos cachorros, que está mais relacionada com contribuir de forma pacífica para o grupo em que vive do que interação direta de “amizade” com qualquer outro individuo, seja humano ou cachorro. Essa relação de socialização e interação diz muito mais sobre a cultura humana do que canina. Esse é um dos motivos pelos quais os cães desenvolvem reatividades diversas a outros cães, por exemplo.


O fato de os cachorros serem animais sociais não os torna automaticamente aptos a socializarem com toda e qualquer espécie, muito menos com todo e qualquer indivíduo, ainda que da mesma espécie. Assim como o fato de nós, humanos, também sermos seres sociais não nos dá permissão de invadir ou desrespeitar o limite de espaço de outro ser humano.



46 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo