O que você precisa saber para educar cães filhotes

Adquiriu um cachorro filhote e quer educá-lo? Saiba por onde começar!


Inspirados no treinamento intensivo do Thor, um Bull Terrier de quatro meses que está no Bangalô, escrevemos esse artigo com pontos primordiais para a educação de um cachorro filhote.


Sabemos que filhotes são super fofos e é uma tentação brincar e os agarrar o tempo todo. Porém, para quem planeja ter um cão educado e capaz de ser incluso na rotina da família, desperdiçar a fase de aprendizado de um filhote é um equívoco. O grande primeiro erro é dar muita liberdade aos filhotes quando eles ainda não sabem o que fazer com ela. Essa é uma fase de construção e a restrição de espaço e supervisão precisam acontecer 100% do tempo para que você possa evitar os erros comuns como fazer xixi no lugar errado, comer objetos que podem ser perigosos, morder e pular em demasia, entre outros.


Quando nós deixamos os livres e brincando durante o dia todo, além de já os condicionar a serem cães mais agitados, também estamos dando a oportunidade de os cachorros criarem hábitos por conta própria. Alguns desses hábitos podem parecer engraçado, bonitinho e inofensivos quando filhote, mas na fase adulta pode se tornar um grande problema que te trará limitações do tipo: não poder sair de casa, porque o seu cachorro não consegue ficar sozinho, ter dificuldade para viajar, receber visitar sem que ele lata e pule demais, reclamações dos vizinhos por barulho, não conseguir caminhar ou levar o seu cão em locais públicos entre muitos outros.


Você deve estar se perguntando: Como vou supervisionar meu cachorro 24 horas e treinar? E treinar exatamente o quê? Por onde começar?


Os seus grandes aliados nessa fase serão a caixa de transporte, a guia e a porção de comida do dia.


Principais ensinamentos aos filhotes:


1) Conversa na Guia – Pressão e Relaxamento


Tudo começa na condução. Você vai precisar direcionar e mover o seu cão por toda a vida, seja para os treinos dentro de casa, seja nas caminhadas ou em ambientes públicos. Para isso, é preciso que o cachorro aprenda o que significa e como funciona a comunicação através da guia. Cães que crescem puxando na caminhada, não foram apresentados às regras de ser guiado, não entendem o que você quer dizer quando move ele e por isso trava ou puxa e acaba até se machucando. Eles não nascem sabendo utilizar uma guia no pescoço e muito menos a lidar com os estímulos do nosso Mundo real quando estão na rua. É preciso mostrar a eles como agir. Então, essa é a primeira coisa que os filhotes precisam aprender.

Para entender o que significa a ideia de pressão e relaxamento na guia e como começar a ensinar o seu cachorro, veja esse vídeo do treino do Thor:






Esse é um outro exemplo de introdução da guia unificada para filhotes:




Ainda que o seu cão seja muito novo para andar na rua, a introdução da ideia de caminhada começa dentro de casa. Um ambiente neutro sem estímulo externo neste primeiro momento facilita muito o aprendizado dos cães.


Assim que o Thor aprendeu sobre a conversa na guia, começamos a introduzir ele a ideia de caminhada. Veja o treino:





2) Caixa de Transporte – A melhor amiga na educação de filhotes.


É na caixa de transporte que o seu filhote deve ficar nos momentos que você não estiver perto. Ele deve aprender que ao entrar na caixa é hora de deitar-se, relaxar e dormir, enquanto você está ocupado com todas as demais tarefas do seu dia que não envolvam o cachorro.

A caixa de transporte irá te ajudar a ter 100% de supervisão do seu cachorro, porque ela faz com que ele siga exatamente um direcionamento seu até mesmo quando você não está por perto. Além de dormir todas as noites na caixa de transporte, evitando que ele faça qualquer coisa errada enquanto você estiver dormindo, ela também servirá para os cochilos no intervalo de um treino e outro. Os filhotes de cães tendem a dormir bastante, como qualquer bebê de qualquer espécie. É super importante proporcionarmos a eles mais momentos de descanso.


A ideia é criar a associação de um espaço próprio de conforto e relaxamento. Pode parecer estranho aos olhos Humanos, mas esse conceito é muito apreciado pelos cães, pois se entocar é um comportamento totalmente natural da espécie. Isso só irá favorecer o equilíbrio do seu cão no que diz respeito a calma e confiança. Além de evitar todas as situações que podem dar errado com o filhote solto pela casa.


Ao introduzir a caixa na rotina do seu filhote, você também já está o ensinado a ficar sozinho, evitando um dos mais difíceis problemas comportamentais dos cães que é a ansiedade por separação. Além disso, você também terá um cachorro pronto para qualquer viagem ou situação de transporte. As vantagens da associação positiva com a caixa de transporte são infinitas.



Nós temos essa playlist só com introdução da caixa de transporte de casos mais variados para você saber como introduzir e o que é importante saber:


https://www.youtube.com/playlist?list=PLt1UVePFseTdHK5gCiu7ogZAUmh_lA8WG



Xixi e coco no lugar certo está totalmente ligado restrição de espaço


Não permitir que o cão tenha liberdade para errar e levar ele ao local do xixi no intervalo das atividades é a melhor forma de condicionar o cão ao banheiro. A caixa de transporte e o exercício do place serão os seus aliados na educação sanitária do seu filhote. É conduzindo o cão até o banheiro de tempos em tempos que o condicionamos ao acerto. Uma boa associação é pensar nas crianças quando estão deixando de usar fralda. Nessa fase, é preciso que o adulto se adiante ao lembrar a criança de ir ao banheiro várias vezes ao dia, porque se ela estiver ocupada e distraída com outra coisa não vai lembrar do xixi e faz alí mesmo.


3) Exercício do Place:


O exercício do place nada mais é do que ensinar os cachorros a desligar corpo e mente. É um comando para o seu cão aprender a estar presente sem engajamento, enquanto tudo acontece ao redor. Este exercício, quando trabalhado diariamente condiciona os cães a terem mentes mais calma.


A lógica é: se o seu filhote passar o dia com a mente agitada e excitada é esse estado mental que será comum para ele, mas se o desafiarmos a parar corpo e mente mais vezes ao dia, o condicionamos a ser um cão que se deita e relaxa de forma mais natural.

Este é um exercício para ser colocado em prática dentro da vida da família nos mais diversos momentos, como por exemplo enquanto você está cozinhando, assistindo um filme, trabalhando e até mesmo quando o leva em um restaurante. A longo prazo “ligar o modo place” no seu cão é dizer a ele: Fique exatamente aí e relaxe até a nossa próxima atividade.


Claro que existem etapas de aprendizado, mas praticar desde filhote é a melhor forma de alcançar o tão sonhado cão de companhia.


Veja na prática como ensinar o place ao filhote e o processo de aprendizagem:



Nessa playlist você encontra outros detalhes sobre o exercício e todas as etapas para aprendizado:

https://www.youtube.com/watch?v=NIwiI1kmS5A&list=PLt1UVePFseTd0NxDsUtRklrFtAzS04DI9


4) Sentar, deitar e recall:


Na nossa opinião sentar, deitar e o seu cão vir quando chamado(recall) são os principais comandos para inclusão de cães na vida real das famílias.


Esperar para atravessar a rua, esperar enquanto você faz uma refeição no restaurante, esperar enquanto você trabalhar, esperar para receber a refeição dele e por aí vai. O sentar e deitar são os comandos que nos ajudam a ter controle na hora que precisamos parar os cães, como por exemplo, no momento de ensinar o exercício do place.


Veja o treino do Thor sobre o comando deita e place:



Neste vídeo vocês conseguem ver o primeiro treino do Thor do comando senta:





Quanto ao recall, além de te ajudar a ser uma figura de referência para o seu cachorro, mais do que qualquer coisa, representa a segurança de um cachorro que vem sempre que chamado. Isso pode salvar a vida dele em situações variadas dentro e fora de casa.

Você vai utilizar o intervalo entre um cochilo e outro para ensinar esses comandos aos seu cão utilizando a porção de comida do dia para o induzir a realizar o que você pede e depois como forma de pagamento por ter realizado.


. Veja nos vídeos abaixo como fazer treino de recall:





Filhotes se cansam rápido, então são treinos de 15, 20 minutos, seja de introdução da guia, place ou comandos. Depois disso, você o conduz a beber água, fazer xixi e descanso no place ou na caixa de transporte. Quando ele acordar, repete a mesma sequência.


E para fechar a pergunta que não quer calar: Os momentos de afeto e brincadeira podem existir? Primeiro: Acredite, todo o engajamento dos treinos com o seu filhote já representa bastante afeto para ele. Segundo: não se esqueça que este cachorro viverá longos anos na sua vida, então tenha clareza de como deseja construir essa relação. E por último, mas não menos importante, use o seu bom senso e jamais perca o seu objetivo de vista.

99 visualizações0 comentário

Bangalô Dog Hostel ​© 2017 |

Escola - Hotel - Consulta Comportamental - Treinamento

bangalodoghostel@gmail.com

Av Manuel Augusto de Alvarenga, 67 - São Paulo/SP

  • YouTube - Círculo Branco
  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon